Prefeitura de Ipirá gastou R$ 948 mil com combustíveis em 2017; esse valor é 89% maior em comparação com 2016

A gestão do prefeito Marcelo Brandão – DEM, chamou a atenção em seu primeiro ano de governo, não só pelo grandioso marketing em redes sociais, mas também por algumas elevadas despesas.

Analisando as contas do gestor junto ao Tribunal de Contas do Município (TCM), é possível constatar que o município de Ipirá que dista 202 km da capital baiana, possui população de 62.631 habitantes (IBGE/2014),  gastou R$ 948 mil reais (R$ 948.149,54) com combustíveis no ano de 2017. Esse valor é 89% maior em comparação com o ano de 2016, quando foram gastos R$ 502 mil (R$502.768,22).

Se dividir esse valor de R$ 948 mil pelos 12 messes ano, da um total de R$ 79.000,00 reais por mês.

Todos esses valores do ano 2016 como também do ano de 2017, foram pagos para a empresa AUTO POSTO SÃO JOÃO LTDA – ME. Esses mesmos dados estão disponíveis e podem ser verificados por qualquer cidadão em: http://www.tcm.ba.gov.br.

Preços dos combustíveis 

Percentualmente, o aumento dessas despesas é superior à elevação dos preços dos combustíveis praticados no pais durante o ano de 2017. O preço médio da gasolina subiu 9,16% no ano de 2017 em comparação com 2016. O preço do diesel subiu 9,01% em 2017, terminando o ano a R$ 3,326. Já o etanol fechou o ano acumulando aumento de 2,39%, segundo informações do portal G1 (https://g1.globo.com/economia/noticia/preco-medio-da-gasolina-sobe-916-em-2017.html).

O outro lado

Entramos em contato com a superintendência de comunicação da prefeitura de Ipirá na tentativa de obter maiores informações sobre esses gastos, mas não obtivemos resposta.

Em meio a crise e de enxugamentos das contas públicas, a população ipiraense espera que haja uma explicação por tais gastos e que as providências cabíveis sejam tomadas por aqueles que tem a responsabilidade de fiscalizar o executivo, caso fique constatada alguma irregularidade com essas despesas.