Prisão de Paulo Preto pode levar José Serra para a cadeia

O dia está sendo tenso não só para os petistas.
A prisão de Paulo Vieira de Souza, o “Paulo Preto”, causou polvorosa no ninho tucano.

Apontado pela Polícia Federal como operador do esquema de propina do PSDB, em São Paulo, nos governos de José Serra, Alberto Goldman e Geraldo Alckmin, ele é um verdadeiro arquivo vivo.

Dono de uma conta com R$ 113 milhões, na Suiça, seu nome apareceu pela primeira vez em uma matéria da ISTOÉ, em 2010.

Durante um dos debates eleitorais, a ex-presidente Dilma Rousseff perguntou a José Serra sobre “Paulo Preto”, mas o senador disse que não o conhecia.

Incomodado, ele deu uma entrevista à Folha dizendo que “não se abandona um líder ferido na estrada”.

Com temperamento forte e intempestivo, “Paulo Preto” pode estar se sentindo ferido.

Fonte: R7