Conflito entre Estados Unidos e Coreia do Norte pode está bem próximo 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, condenou neste domingo (3) o novo teste nuclear da Coreia do Norte, país que classificou de “hostil” e “perigoso”, e que, segundo ele, se transformou em uma “vergonha” para a China. As informações são da agência de notícias espanhola EFE.

Em várias mensagens postadas na sua conta do Twitter, Trump disse também que a Coreia do Norte é um “Estado fora da lei”.

“A Coreia do Norte realizou um importante teste nuclear. As suas palavras e ações continuam sendo muito hostis e perigosas para os Estados Unidos”, afirmou o presidente norte-americano.
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, condenou neste domingo (3) o novo teste nuclear da Coreia do Norte, país que classificou de “hostil” e “perigoso”, e que, segundo ele, se transformou em uma “vergonha” para a China. As informações são da agência de notícias espanhola EFE.
Em várias mensagens postadas na sua conta do Twitter, Trump disse também que a Coreia do Norte é um “Estado fora da lei”.
“A Coreia do Norte realizou um importante teste nuclear. As suas palavras e ações continuam sendo muito hostis e perigosas para os Estados Unidos”, afirmou o presidente norte-americano.

Relacionado Míssil lançado pela Coreia do Norte era de médio alcance, diz EUA
Relacionado Coreia do Norte alega direito à autodefesa e vai manter política nuclear
Relacionado Todas as opções estão sobre a mesa para lidar com Coreia do Norte, diz Trump.
O regime de Pyongyang é “um Estado fora da lei, que se transformou em uma ameaça e uma vergonha para a China, que trata de ajudar, mas com pouco sucesso”, disse em outra mensagem na rede social.

A Coreia do Sul “está se dando conta, tal e como disse, que suas conversas para apaziguar a Coreia do Norte não funcionam, eles [os norte-coreanos] só entendem uma coisa!”, acrescentou o presidente morte-americano.

A Coreia do Norte testou neste domingo sua arma mais potente até agora, um artefato termonuclear que, segundo o regime, pode ser instalado em um míssil intercontinental.
Fonte: Correio24horas