Hackers da Coreia do Norte podem roubar até US$ 1 bi por ano e provocar caos global



Quando hackers norte-coreanos tentaram roubar US$ 1 bilhão do Federal Reserve Bank de Nova York no ano passado, só um erro de ortografia os impediu. Eles estavam saqueando digitalmente uma conta do Banco Central de Bangladesh, quando os banqueiros desconfiaram de um pedido de saque em que foi escrito “fandation”, em vez de “foundation” [fundação].

Mesmo assim, os “minions” de Kim Jong-un se safaram com US$ 81 milhões nesse golpe. Seu histórico é misto, mas o exército de mais de 6.000 hackers da Coreia do Norte é inegavelmente persistente, e sem dúvida está melhorando, segundo autoridades de segurança dos EUA e do Reino Unido que atribuíram esse e outros ataques à Coreia do Norte. 

Em meio à atenção sobre o progresso de Pyongyang ao desenvolver uma arma nuclear capaz de atingir o território continental dos EUA, os norte-coreanos também desenvolveram silenciosamente um programa cibernético que está roubando centenas de milhões de dólares e mostrando-se capaz de provocar o caos global. 

Ao contrário de seus testes de armas, que levaram a sanções internacionais, os ciberataques do Norte quase não enfrentaram reação ou punição, embora o regime esteja usando suas capacidades de invadir computadores para praticar ataques reais contra seus adversários no Ocidente.

Por Uol

Participe de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

BAIXE NOSSO APLICATIVO