Há quem cabe realmente dar um choque de ordem em Ipirá?

É inacreditável a situação em que vive ultimamente Ipirá. Como se não bastasse a seca que dizimou e estrangulou a economia do município, em todos os cantos, ruas e bairros em que a população percorre é visível a ausência do poder público municipal. Muito mato, lixo, entulho, esgoto a céu aberto, buracos, lâmpadas queimadas e principalmente a grande quantidade de animais perambulando tranquilamente pelas principais artérias da cidade e também nos povoados.

Não se sabe se de forma criminosa, ou perseguidora. É triste as pessoas se depararem com a quantidade de cavalos, jumentos, porcos, carneiros, cães e gatos se misturando às pessoas numa cidade que tem tudo para se tornar uma referência na região como polo da Bacia do Jacuípe. Cabe a quem resolver tal situação?

O município necessita realmente de um choque de ordem, que realmente possa pôr ordem nessa balburdia que se tornou Ipirá. Transito caótico, falta de uma guarda municipal atuante, principalmente no centro da cidade onde motoristas não respeitam pedestres, pedestres não respeitam motoristas, veículos despejam potência sonora em pleno centro comercial não respeitando principalmente escolas e centros de saúde. Como se não bastasse, motos e bicicletas trafegam livremente nos passeios da praça Roberto Cintra colocando em risco a integridade física principalmente de idosos, crianças e pessoas com necessidades especiais.

Nossa população não que uma cidade do quanto pior melhor e sim, uma cidade onde realmente todos possam ter orgulho de viver aqui.

Qual é mesmo a impressão que o visitante leva de Ipirá?

É bom que se diga que essa balburdia é costumeira em todas as gestões municipais. No entanto a que prometeu mudança, até então esta mudança ainda não foi vista a olhos nus.

Caboronga Notícias com imagem via facebook