Ipirá: a face cruel do abandono

Ipirá, município distante 202 km de Salvador, em pleno final de ano, época em que a cidade deveria estar apta para receber visitantes e consequentemente incrementar o comercio com as vendas de final de ano, vive um clima de final de governo. Nada por aqui enche os olhos, principalmente da maioria dos seus moradores que presencia a decadência financeira do município, principalmente no comércio e na infraestrutura da cidade, onde veículos são flagrados trafegando em pleno passeio da praça Roberto Cintra.

Não se sabe ao certo qual o rumo tomar diante de tanto descaso. Animais perambulam nas vias públicas da cidade, lixo, entulho, mato calçamentos esburacados e como se não bastasse, a principal praça da cidade que no passado já foi o nosso cartão postal, está sendo desertificada graças a inércia dos nossos governantes que não deram a ela o tratamento merecido.

Como se não bastasse tudo isso, também o Mercado de Artes um ano após o incêndio continua entregue ao lixo, ratos baratas e outros animais personhentos em pleno centro comercial da cidade.

Indignados com tantos problemas de ordem administrativos, internautas fazem postagens nas redes sociais relatando a situação em que se encontra a cidade.

Acompanhe abaixo relatos de uma internauta nas redes sociais:

“Quero é ver se a prefeitura de Ipirá não irá tomar providência, sobre as pessoas que ficam pedalando bicicletas sobre as calçadas da praça Roberto Cintra, pois a pouco tempo, por pouco não fui atropelada por uma. O pessoal tem que ter a consciência de que as calçadas são para os pedestres, mas já que ele não tem esta consciência, a prefeitura tem por obrigação interver nisto, ou vai esperar alguém ser atropelado? faço caminhada na Praça Roberto Cintra a noite, mas fico o tempo todo assustada, pois eles ciclistas passam por mim iguais a um furacão.

No calçadão da farmácia de Izael, vejo direto motos transitando no calçadão, isto tudo acontece por falta de vigilantes na cidade.

Quero deixar bem claro que estes problemas que vem ocorrendo em nossa cidade não é de agora e sim de muitos anos atrás. Mesmo tendo mudado de governo nada mudou. Acontecem as mesmas coisas”.

Outro internauta disse também:
“Eu trabalho próximo ao calçadão e vejo motos transitando isso é falta de vigilante, é como também muitos homens fazem xixi em praça pública ontem eu presenciei uma cena chegou um casal com dois filhos para almoçar em um dos Quiosques da praça José Leão dos Santos. As crianças ficaram brincando como de costume, aí chegou um indivíduo e começou a fazer xixi no meio da praça em frente as crianças, se ali tivesse um vigilante eu acho que não aconteceria uma cena dessa”. Disse uma internauta.

Esses são alguns dos inúmeros problemas de ordem estrutural que o município vive atualmente. Independente de quem seja o governante, o que a população deseja é morar num município que seja uma referência regional e que realmente todos tenham orgulho de viver aqui, coisa que ainda não aconteceu.

Do Caboronga Notícias