Homem de 57 anos morre com febre amarela em Santo Estêvão

Um homem com identidade não revelada, morreu na cidade de Santo Estêvão, Região Metropolitana de Feira de Santana e os primeiros exames deram positivo para a febre amarela, de acordo com a Diretoria Regional de Saúde local. De acordo com as primeiras informações obtidas pelo #AgoraNaBahia, o homem teria sido vacinado contra a doença no dia 15 deste mês e a morte que ocorreu na semana passada.

O resultado do exame confirmando que a morte foi provocada pelo vírus da febre amarela, saiu na tarde da quinta-feira
(25). O que está sendo investigado, agora, é se o homem de 57 anos, que morava com a família, contraiu a doença pela picada do mosquito ou após a vacina ter reagido.

De acordo com o histórico de vida do homem, ele era “etilista”, como informou o Diretor do Núcleo Regional de Saúde, Edy Santos, em entrevista ao #AnB. “Ainda não há como estabelecer nada em relação à forma como ele contraiu a doença, mas o fato é que, por ser etilista [consumia álcool], não está descartada a hipótese de um comprometimento hepático pela presença do vírus da febre amarela”, disse o diretor.

Ele explicou que, dois dias após tomar a vacina no dia 15 de janeiro, o homem começou a ter sintomas de febre e dores pelo corpo e procurou médicos em Santo Estêvão, recebendo medicações e voltando para casa. Voltou algumas vezes para reforçar o tratamento, pois a febre persistiu. No dia 22 ele foi internado e pouco tempo depois morreu.

Ainda segundo Edy, o procedimento médico é o correto ao dispensar o paciente com febre após a medicação ter sido indicada. (F: Agora na Bahia)