Incêndio destrói ao menos 58 ônibus coletivos em Salvador; prejuízo chega a R$ 20 milhões



Ao menos 58 ônibus do transporte público de Salvador pegaram fogo por volta de 1h desta segunda-feira (29). De acordo com o secretário de Mobilidade Urbana, Fábio Mota, as chamas atingiram coletivos que estavam na garagem da empresa CSN, localizada na Avenida Santiago de Compostela, Parque Bela Vista.

A empresa CSN, faz parte da concessionária Integra Salvador Norte, que opera pela orla da capital baiana, e os ônibus atendem especialmente às regiões da Boca do Rio, Nordeste de Amaralina, Pituba, Vale das Pedrinhas e Itapuã.

O secretário informou ainda que houve explosões. Ninguém ficou ferido e ocorreram apenas danos materiais.

Segundo o Sindicato dos Rodoviários de Salvador, a secretaria de mobilidade havia contabilizado anteriormente 48 ônibus queimados com base em informações dos aparelhos de GPS dos veículos. Entretanto, o sindicato aponta que havia coletivos que estavam com o GPS desligado e que, por isso, o número real de ônibus destruídos subiu para ao menos 58.

Além disso, o sindicato apontou que cerca de 15 veículos tiveram outros tipos de danos, como queima parcial e vidros quebrados.

Por meio de nota, a empresa CSN, informou que todas as providências já estão sendo tomadas para normalizar a operação.

Ainda não há detalhes das causas das chamas, mas informações iniciais apontam que o incêndio começou em um veículo e se espalhou para os demais que estavam estacionados no pátio da empresa. O prejuízo é calculado em cerca de R$ 20 milhões.

De acordo com Fábio Mota, veículos da frota reguladora já foram colocados na rua na manhã desta segunda-feira, mas a pasta ainda não tem detalhes de quantos ônibus estão substituindo os veículos que foram queimados. “Vamos trabalhar muito para amanhã [terça-feira] normalizar o sistema de transporte da cidade”, afirmou.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, que atendeu a situação, as chamas foram apagadas por volta das 4h25. Sete viaturas do Corpo de Bombeiros foram enviadas ao local do incêndio.

Uma mulher, funcionária da empresa, foi atendida pelos bombeiros por conta da inalação da fumaça, mas não precisou ser encaminhada para o hospital. Ainda não há detalhes de como os veículos queimados serão repostos para circulação nas ruas de Salvador.

Do G1

BAIXE NOSSO APLICATIVO