A saga do desmatamento em Ipirá



O município de Ipirá, no Território da Bacia do Jacuípe, como todos os municípios localizados no semiárido baiano, vem sofrendo com a seca que já dura aproximadamente cinco anos, principalmente graças a ação devastadora de fazendeiros que derrubaram arvores frutíferas centenárias desde a região da Caboronga até Nova Brasília, região considerada até meados dos anos 80 como cinturão verde do sertão, braço de mata atlântica, que sob a complacência dos seus governantes, permitiram o desmatamento criminoso da mata nativa.

Essa ação está levando o município de Ipirá a um estado de desertificação, porque nenhuma ação está sendo feita para recuperar a mata e a caatinga existentes nessa no município.

Foram dizimadas plantas nativas como mangueiras, jaqueiras, licurizeiros, quixabeira, umbuzeiros e tantas mais, na ganância da exploração do leite através da formação de grandes pastagens para criação de gado leiteiro.

Quem passa pela estrada que liga a sede do município ao povoado de Nova Brasília, se depara com imagens deste tipo “foto” onde é possível ver um pé de umbuzeiro totalmente morto no solo seco.

Fórum Mundial da Água
Brasília será palco do maior evento sobre recursos hídricos: o 8º Fórum Mundial da Água. Com o apoio da Agência Nacional de Águas (ANA) e de outros parceiros, o evento chegará pela primeira vez no hemisfério sul, trazendo a temática ‘Compartilhando Água’.
O Fórum oportuniza um diálogo mundial, aberto e democrático, para estabelecer compromissos políticos relacionados à água. Também incentiva o uso racional, conservação, proteção, planejamento e gestão deste recurso em todos os setores da sociedade.

Durante o 8º Fórum Mundial da Água, os participantes poderão participar de atividades e discussões sobre o tema em diversas vertentes, tais como água e energia, economia, alimentos, cidades e ecossistemas, debates políticos entre autoridades governamentais e parlamentares, grupo focal de sustentabilidade; e interagir no Fórum Cidadão, uma plataforma para incentivar a participação efetiva da sociedade civil, além de exposição e feira.

Ipirá é um município que sempre viveu da agricultura e pecuária de pequeno porte, popularmente conhecida como a terra do bode. Será que não estaria na hora do governo municipal unir forças com a comunidade e tomar atitudes drásticas para amenizar um impacto catastrófico que poderá levar o município a desertificação?

Caso não chova de forma consistente até o final deste mês, a situação tende a se agravar principalmente pela falta de opções para o abastecimento de carros pipas, já que o município não dispões de grandes barragens e a região também pela mesma situação, onde aos poucos reservatórios existentes estão secos.

Por Caboronga Notícias

Participe de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

BAIXE NOSSO APLICATIVO