Moradores da Casa dos Estudantes de Ipirá esperam por reforma de espaço: ‘até agora, nada’

Jovens de Ipirá, na Bacia do Jacuipe, esperam pela reforma da residência estudantil, sediada em Salvador, há sete meses. Nesta terça-feira (6), estudantes, moradores e vereadores da cidade se mobilizam para tentar derrubar na Câmara local um veto do prefeito Marcelo Brandão (DEM) que retira recursos para a reforma do espaço. O montante, de cerca de R$ 1 milhão, foi aprovado em dezembro passado pela Câmara, mas foi vetado pelo prefeito.

Foto: Reprodução / Acervo Pessoal

Outro veto seria para a reconstrução do Mercado de Artes, destruído por um incêndioem novembro de 2016. A justificativa da prefeitura é que já havia recursos destinados à reforma dos dois espaços (ver aqui).

No entanto, a reforma da Casa dos Estudantes ainda não saiu do lugar, como afirma o presidente da associação estudantil [Aeipi], Jasley Carneiro. “A situação estava crítica e nós saímos de lá. Mas até agora nem começaram a reforma. Até agora, nada”, desabafa e frisa Jasley. Ele conta que tiveram de sair do local, situado no bairro do Tororó, em Salvador, em agosto do ano passado devido à ameaça de desabamento.

Antes, em abril, uma parede da casa veio abaixo e o fato gerou repercussão no estado (lembre aqui). Enquanto a reforma não sai, os estudantes estão em um imóvel alugado, pago pela prefeitura local.

A sessão que discute o veto da prefeitura a um repasse para reforma da residência estudantil ocorre às 14h desta terça na Câmara de Vereadores da cidade. Aberta em 1971, a residência ipiraense é uma das mais antigas ainda em atividade na capital baiana.

Fonte: Bahia Notícias

Ipirá notícias

FREE
VIEW