UFRN inicia monitoramento dos tremores de terra no Lasca Gato, no município de Baixa Grande

Técnicos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) iniciaram na tarde desta terça-feira (20), a instalação dos sete sismógrafos para verificar as possíveis causas dos tremores, registrados desde o fim de dezembro de 2017 na comunidade do Lasca Gato, zona rural de Baixa Grande.

Os técnicos tiveram o acompanhamento dos secretários municipais, Amaral Oliveira (Agricultura e Meio Ambiente) e Guilherme Pamponet (Administração Geral).

Durante uma semana, os profissionais estarão na cidade instalando outras estações e farão uma palestra aberta para a comunidade, explanando o processo de monitoramento e os objetivos da Universidade.

O mestre em Geofísica que atua no Laboratório de Sismologia (LabSis UFRN), Eduardo Menezes, disse que o laboratório da Universidade faz monitoramento de atividade sísmica em todo o território nacional e boa parte do Atlântico. Em Baixa Grande, a instalação destas estações tem como objetivo, identificar a profundidade dessas atividades sísmicas.

Eduardo confirmou que desde janeiro tem identificado atividade sísmica com tremores de terra na região, uma média de 2.0 na escala Richter. Com a instalação das estações será possível fazer uma leitura com mais precisão.

Fonte: Bacia do Jacuípe

Ipirá notícias

FREE
VIEW