Prefeita de Porto Seguro nomeia servidora condenada por tráfico e MP pede explicações



A prefeitura de Porto Seguro, na Costa do Descobrimento, disse que não vê ilegalidade em nomear uma pessoa condenada por tráfico de drogas.

Em nota à TV Santa Cruz, a gestão de Cláudia Oliveira – que retornou ao cargo após seis meses afastada pela Justiça – declarou não ter conhecimento dos antecedentes criminais da pessoa condenada, mas afirmou que a funcionária está apta a exercer cargos públicos.

Foi a própria prefeita em retorno ao cargo que nomeou a servidora como assessora de gabinete da prefeitura. Conforme a promotora de Justiça Lair Azevedo, do Ministério Público do Estado (MP-BA), uma pessoa condenada por tráfico de drogas não pode ser nomeada para cargos de comissão. Desta forma, a funcionária deve ser exonerada. A promotora deu dez dias para a prefeitura se pronunciar sobre o caso.

Participe de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

BAIXE NOSSO APLICATIVO