Homem que engravidou enteada de 12 anos diz que mãe era conivente



O homem que foi preso no município de Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia, por estuprar a enteada de 12 anos, confessou em depoimento à Polícia Civil, que abusava da adolescente e também que a mãe era conivente com o crime.

A adolescente está gravida de cinco meses do padrasto. Segundo o acusado, João Carlos Souza da Cruz, os abusos começaram há cerca de oito meses. A mãe da adolescente, ouvida nesta sexta-feira (18), não sabia que a filha era estuprada.

A polícia não detalhou se ela sabia da gravidez. Apesar do relato da mãe, a polícia continuará investigando o caso e a depender do que for concluído, ela pode ser indiciada como cúmplice do companheiro.

Segundo informações do G1, o casal estava junto desde que a vítima de estupro tinha quatro anos. A adolescente revelou os abusos durante uma palestra sobre estupro de vulnerável na escola, no mês de maio.

De acordo com a polícia, o Conselho Tutelar da cidade já suspeitava dos abusos por causa de uma denúncia, feita por um vizinho. Depois da revelação da adolescente, o caso foi repassado para a polícia. A adolescente se encontra sob os cuidados do Conselho Tutelar de Luís Eduardo Magalhães.

 

Participe de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

BAIXE NOSSO APLICATIVO