Ipirá: população e comércio sofrem com o fechamento de agências bancarias após assalto

A população de Ipirá no território da Bacia do Jacuípe, inicia o primeiro dia útil da semana enfrentando graves transtornos financeiros, após as agencias dos bancos Brasil e Bradesco serem explodidas por bandidos na madrugada da última sexta-feira (04).

Com esta ação criminosa, subiu para 27 o número de agências bancárias atacadas por grupos criminosos este ano no estado. O dado é do Sindicato dos Bancários que faz o acompanhamento das ocorrências desta natureza na Bahia.

Os correntistas já sentem o reflexo da ação terrorista desde a sexta-feira pela manhã, onde milhares de pessoas entre elas, aposentados e pensionistas, estão tendo que se dirigirem as cidades de Itaberaba, Baixa Grande e Bravo em Serra Preta e até Feira de Santana para realizarem procedimentos nas agencias dessas cidades.

O mais prejudicado com a explosão dos bancos é o comercio local que em plena semana que antecede o dia das mães, já está sentindo o reflexo com a queda do movimento nas lojas, num período crucial para a implementação das vendas.

Não obstante a essa realidade, a administração municipal parece que está mais preocupada com os festejos juninos do que com a economia do município, fragilizada após enfrentar quase cinco anos de estiagem. Nas redes sociais está circulando uma nota, chamando a atenção da população para a divulgação da primeira atração de grande porte que estará nas festividades do Arraiá do Camisão. Consequentemente, o anuncio será feito de forma oficial na próxima sexta-feira (11), uma semana após o terror que a população da cidade viveu com o assalto e explosão dos bancos.

A expectativa do anuncio ficou frustrada, depois que a população tomou conhecimento de forma não oficial que a atração se trata da dupla sertaneja universitária Maiara e Maraisa.

O novo transito e consequentemente o monitoramento eletrônico do centro da cidade, anunciado com muito alarde pela gestão municipal que até então não saiu do papel, poderia ter contribuído em muito para a identificação dos criminosos que explodiram as agencias na cidade. Ao que parece, a gestão municipal está preocupada unicamente com a realização da Expo Ipirá e do Arraiá do Camisão, até porque não se tem uma previsão de quanto as agências voltarão a funcionar.

Fonte: Caboronga Notícias

BAIXE NOSSO APLICATIVO