Marun fala em pedido de prisão para empresários envolvidos em greve



O ministro Carlos Marun (Secretaria do Governo) afirmou neste sábado (26) que a Polícia Federal aguarda autorização judicial para prender empresários envolvidos na greve nacional de caminhoneiros, que chega ao sexto dia. As declarações foram feitas após encontro com o presidente Michel Temer e a cúpula do governo.

“A Polícia Federal já tem inquérito sobre as suspeitas dos empresários que estejam praticando locaute. Já tem pedidos de prisão aguardando autorização da Justiça”, afirmou ele. A prática de locaute consiste na restrição de acesso de trabalhadores aos seus meios de serviço por ordem ou ação da entidade patronal.

O ministro também afirmou que o governo deve aplicar multa de até R$ 100 mil por hora a donos de transportadoras que permanecerem parados. “Em função da liminar concedida ontem, o governo começa a aplicar multas para os donos das transportadoras que não voltarem à atividade. Temos a convicção de que além do movimento, existe o locaute”, explicou.

“O que preocupa o presidente Michel Temer é a saúde. Grandes hospitais do País estão em funcionamento, mas há desabastecimento. Em função disso, há aplicação de multas em caminhões que estejam transportando materiais hospitalares”, disse ele, em entrevista coletiva.

Marun disse ainda que o governo estabeleceu acordo com os caminhoneiros. “Não paramos o diálogo. Nós renovamos o apelo para que todos retomem suas atividades e cumpram com a missão de bem abastecer a população brasileira”, afirmou.

Fonte: Notícias ao Minuto

Participe de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

BAIXE NOSSO APLICATIVO