Um médico foi suspenso das atividades do Hospital Regional de Irecê, no norte da Bahia, após um vídeo feito por ele ter viralizado nas redes sociais.

Na publicação, o médico parabeniza os profissionais de enfermagem pelo dia da categoria e faz uma ressalva ao afirmar que mensagem seria só para as “raparigas”. “Alô galera da enfermagem, parabéns pelo seu dia. Mas só as raparigas. As mulheres direitas não quero não […]. Parabéns as raparigas da enfermagem. Só as raparigas”.

O médico pediu desculpas à categoria e, por meio de nota, falou que o vídeo viralizado tomou um sentido completamente diverso do proposto, já que a gravação em tom de brincadeira teria sido destinada a um grupo de amigos.

O Dia da Enfermagem foi celebrado no dia 12 de maio. Logo após o vídeo ter viralizado, o médico foi alvo de críticas de profissionais da categoria. O Sindicato dos Enfermeiros do Estado da Bahia (SEEB) chegou a divulgar nota repudiando o vídeo.

“Em uma sociedade patriarcal e machista como a nossa, estas brincadeiras contribuem para a manutenção da violência contra as mulheres. Ao referir-se a uma parte das mulheres do campo em enfermagem como ‘raparigas’, este médico reforça o sexismo e todo um sistema de relações de gênero que subjuga as mulheres”, disse a nota.

Três dias após o vídeo ter viralizado, o médico Danilo Dourado Bezerra divulgou uma carta pública de retratação. Inicialmente, ele explicou as circunstâncias da gravação do vídeo.

“Em um momento de descontração, gravei e enviei para um grupo de enfermeiros e técnicos que trabalham comigo há mais de dois anos e que tenho intimidade semelhante a membros de minha família, um vídeo parabenizando-os em tom jocoso, mas que compartilhado com pessoas que não integram o grupo de colegas de trabalho tomou um sentido completamente diverso do proposto, tendo alguns profissionais de enfermagem se sentido ofendidos”.

Assista ao vídeo abaixo:

Faça parte de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

Compartilhe nas redes sociais!