Prefeitura de Jaguarari arcará com multa de R$ 50 mil caso extrapole gastos no São João

Para evitar gastos exagerados nos festejos juninos deste ano em Jaguarari, na região do Piemonte Norte do Itapicuru, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi firmado entre a prefeitura da cidade e a Promotoria de Justiça local. Dentro do estabelecido, o prefeito Fabrício Santana Agostinho, que assumiu recentemente o cargo, se comprometeu a só realizar gastos com base no orçamento anual.

O gestor também terá de enviar até o dia 29 de maio a programação completa dos festejos, com detalhes de infraestrutura. Caso haja desobediência ao TAC firmado com o promotor Igor Clóvis Silva Miranda, o prefeito terá de arcar com multa de R$ 50 mil para cada recomendação descumprida.

O São João de Jaguarari do ano passado foi alvo de sentença judicial que recaiu em afastamento do então prefeito Everton Carvalho Rocha, do PSDB.

À época, o município estava com decreto de emergência em vigor, o que recomendaria gastos reduzidos. A festa, que durou cinco dias, despendeu mais de R$ 2,5 milhões em despesas com atrações artísticas e estrutura do evento. Entre os contratados, figuravam o cantor Leonardo.

Fonte: Bahia Notícias