Motorista de ônibus é baleado por PM durante discussão de trânsito em Salvador

Um motorista de ônibus foi atirado por um policial militar durante uma discussão de trânsito na Avenida Oceânica, na noite de sexta-feira (1º), orla de Ondina, em Salvador.

O motorista identificado apenas como Armando, de 40 anos, foi atendido pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e encaminhado para o Hospital Teresa de Lisieux, onde segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e deve passar por uma cirurgia.

De acordo com o diretor adjunto do departamento jurídico do Sindicato dos Rodoviários, Pedro Celestino, o motorista estava em sua pista na avenida quando foi interceptado pelo PM, que estava na contramão. “Querendo que ele também desse contramão para facilitar sua passagem. O motorista se negou e ele sacou sua arma e deflagrou um tiro contra o colega”, explica Celestino.

De acordo com informações da assessoria da PM, por volta das 23h50, policiais da 12ª Companhia Independente da Polícia Militar (12ª CIPM), que estavam na Base Móvel em Ondina, foram acionados por um cobrador de ônibus da Empresa Integra Salvador que fazia a linha Estação Mussurunga x Barra 2, para atender a uma ocorrência de disparo de arma de fogo com vítima, nas proximidades.

Segundo a PM, o policial, que não teve o nome divulgado, discutiu com a vítima que dirigia no sentido legal. Depois disso, ele saiu do seu carro, um Toyota Corolla de cor cinza, e se dirigiu à porta dianteira do ônibus, de onde efetuou o disparo que atingiu o motorista. Logo em seguida, retornou ao seu veículo e seguiu no sentido do Largo de Santana. No entanto, o carro ficou preso em um buraco e ele acabou sendo alcançado pela guarnição da 12ª CIPM e foi preso em flagrante.

O autor do disparo foi reconhecido pelo cobrador e identificado como sendo um policial militar. De acordo com a assessoria da PM, a arma utilizada não foi encontrada, apenas um coldre (o estojo para revólver) foi achado no carro.

O PM foi encaminhado para a Central de Flagrantes, onde foi autuado por tentativa de homicídio. O policial passou por exames médicos no Instituto Médico Legal, em seguida foi apresentado na Corregedoria da PM, onde foi ouvido e encaminhado para Coordenação de Custódia Provisória (CCP), em Mata Escura.

De acordo com Pedro Nascimento, a categoria estuda uma manifestação pela segurança dos rodoviários. No entanto, o ato ainda não tem data definida nem se sabe como vai funcionar.

Fonte: Correio