São João em Ipirá



O que é que está acontecendo com o prefeito Marcelo Brandão? O homem vai ao CETEP; é vaiado. Citam seu nome na Fundal; a vaia come no centro. Na entrega da taça no Estádio Municipal bastou falar Marcelo; a vaia comeu no birro trinta, nem esperaram pelo Brandão. Oh, coitado!

Do jeito que vai a coisa, vamos chegar ao ponto do povo de Ipirá sentir o cheiro do prefeito e tome-lhe madeirada, ou melhor, vaia. Não sei se é o caso do prefeito baixar num terreiro e tomar um banho de folha! Tenho a impressão que ele deveria rezar uns trezentos ‘Pai Nosso’; ir ao culto para fazer um descarrego; bem como, tomar uma semana de passe. Se não resolver! Paciência; vai ter que engolir dois quilos de sal grosso.

Na verdade verdadeira, o prefeito está frito. Não tem apoio do governo federal, nem estadual. Não chupa um pirulito vindo de fora e ainda insiste em dançar forró com Zé Ronaldo. Oh, cacetada no lombo! Tem mais; a agiotagem ficou com medo de bancar a festa, aí o dito-cujo tem que se virar com recurso próprio. Oh, coitado!

A jacuzada fica piando querendo um punhado de milho; o prefeito não é besta e já sabe: “agora é nenhuma; lá na frente, é só ciscar que vem tudo piando e tome-lhe farelo.” Esquece o prefeito que ‘traque de massa’ também dá chabú e que ele tem um abacaxi no colo. Dez milhões! Não sobra nem as espigas.

Não tem para onde correr. O prefeito está fazendo o que ele mais gosta: festa. Festa de São João. Não tem grana sobrando, aí fica buscando uma privatização meia-boca, querendo que terceiros banquem a estrutura para receber “só Deus sabe quando!”

De festa em festa o prefeito vai cavando a sua sepultura. É gasto sem retorno para os cofres públicos. É despesa com o bolso furado para a prefeitura. Vai acumulando dívida e desgaste. Vai colecionando um repertório de vaias. Mas, o São João de Ipirá será uma grande festa e com muita gente, embora…

Acontecendo na Praça da Bandeira, um lugar inconveniente e impróprio, mesmo com a prefeitura inovando no local para a Micareta, não teve a sensatez de inovar para o São João. Peca na infra-estrutura, porque a prefeitura, para economizar, não coloca sanitários químicos em quantidades suficientes e necessárias para atender à grande demanda que vai acontecer.

É mais do que necessário que o Ministério Público e o Conselho Tutelar cobrem e fiscalizem o Poder Municipal para que seja colocado uma quantidade de sanitários que atenda plenamente às necessidades das pessoas que vão participar do festejo. Ou essa coisa é feita a ‘Migué’, sem nenhum planejamento?

É ultrajante o que acontece sempre no São João de Ipirá, com crianças e adolescentes, em condição de vulnerabilidade, urinando na rua, em frente às casas e junto aos carros estacionados.

O Conselho Tutelar tem que agir com antecedência e no rigor da lei. Tem que haver segurança na via pública, pois o que se observa são adultos abusando sem a menor cerimônia e com toda inconveniência, porque o Poder Público não oferta condições dignas para as pessoas participarem das festas em Ipirá. Não vaiem São João, ele não merece.

Por Agildo Barreto

Participe de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

BAIXE NOSSO APLICATIVO