Familiares e amigos relembra dois anos de falecimento do prefeito de Ipirá Ademildo Almeida

O médico e prefeito de Ipirá, Ademildo Sampaio Almeida, completa dois anos de morte nesta terça-feira (03/07). Ademildo faleceu na noite de domingo (03 de junho de 2016), por volta das 19h:40m, no Hospital Santa Isabel, em Salvador, aos 61 anos. Ao falecer, Ademildo estava de licença do cargo para tratamento de saúde.

UM POUCO SOBRE A TRAJETÓRIA DE ADEMILDO

Ademildo, era natural de Ipirá, nascido em 04/08/1954, casado com a professora Iara Campos Almeida, e pai de três filhas.

Ele se destacou em Ipirá como médico, professor e político. Ingressou na vida política através do Partido dos Trabalhadores (PT), sendo um dos seus fundadores no ano de 1986. Conseguiu se eleger vereador por quatro vezes, sendo eleito pela primeira vez no ano de 1992. Foi secretário municipal da saúde na segunda gestão do prefeito Diomário Sá. Concorreu ao cargo de deputado estadual, mas não obteve êxito. A marca que fica do político é de um homem de personalidade forte, combativo, sensível aos problemas sociais, austero na vida pública e privada.

O município de Ipirá empossou na noite de quinta-feira (21/02/2013), o prefeito Ademildo Sampaio Almeida (PT). Ademildo, eleito vice-prefeito, assume no lugar da médica Ana Verena (PR), que renunciou oficialmente após um mês e vinte dias (20/02/2013) depois da posse.

Ademildo teve uma administração municipal marcada por dificuldades internas, e agravada por problemas de saúde. O gestor público assumiu a administração municipal no início de 2013, após a renúncia da prefeita Ana Verena Colonnezi (PR), que após eleita e empossada, renunciou ao cargo 15 dias depois. Como a atual administração não tem vice, com a licença médica do chefe do executivo, o município estava sendo administrado pelo presidente da Câmara Municipal, Aníbal Ramos Aragão (PRP).

Após o período de licença médica Ademildo voltou a ocupar o cargo de prefeito. Mas no mês de abril, tendo o quadro de saúde agravado, o chefe do executivo pediu novo afastamento do cargo por 90 dias (26/04 à 26/07/2016), para dar continuidade ao tratamento médico. De acordo com a licença, se tudo corresse bem, o chefe do executivo retornaria ao cargo no dia 26 deste mês.

Ao falecer, o prefeito vinha lutando há quase um ano contra um tumor (neoplasia maligna detectada no estômago). O primeiro pedido de licença médica aconteceu no dia 04/08/2015, quando o gestor municipal pediu licença do cargo por 90 dias (período de 11/08/2015 a 11/11/2015), sendo renovada por mais 90 dias (11/11/2015 à 11/02/2016).

Na segunda-feira (04/07/2016), a partir das 9h, o corpo do prefeito foi velado na Câmara Municipal de Ipirá. Antecedendo a missa de corpo presente que foi celebrada no local, às 15h, familiares e amigos fizeram pronunciamentos, carregados de emoção, relembrando passagens da vida de Ademildo. Às 16h, familiares, amigos, políticos, e a população ipiraense dirigiram-se em um grande cortejo até o cemitério Vale das Flores, onde foi enterrado às 17h, em jazigo da família. O atual prefeito interino do município, Aníbal Ramos Aragão, decretou luto oficial por oito dias.

Imagem: Reprodução Google

 

Com informações do Ipirá Negócios