Justiça determina que Safadão pague 40 salários mínimos de pensão alimentícia

Acabou a polêmica da pensão de Yhudy! A audiência para revisar a pensão alimentícia, que aconteceu nesta sexta-feira (27), na 12° Vara de Família do Fórum Clóvis Beviláqua, terminou com parecer favorável para a representante legal de Yhudy, Mileide Mihaile. O cantor Wesley Safadão terá que pagar 40 salários mínimos de pensão, o valor equivale a mais de R$ 38 mil por mês.

A sessão durou cerca de seis horas. De acordo com informações da assessoria de imprensa do cantor, nos bastidores do Fórum, Safadão chamou Mileide para conversar sem a presença dos advogados.

O objetivo da audiência, pedida pelo artista, era rever os valores da pensão e sugerir a ex que Safadão arcasse com todos os gastos do filho diretamente, sem precisar depositar nenhum valor em conta.

O resultado da sessão é que todos os gastos com Yhudi, que Safadão pagava por fora, agora serão incluídos no valor total da pensão. Tudo que o cantor desembolsa com o filho está devidamente regulamentado pela justiça. De acordo com a assessoria do artista, o processo já está encerrado. “Não existe mais processo e já foi dada a decisão. O acordo foi cumprido, que era o que ele (Wesley) queria. Tudo que ele pagava por fora, que era pré-existente, agora já está regularizado no papel”.

Depois da sessão, Mileide deu entrevista ao programa Fofocalizando, do SBT, sobre o que aconteceu dentro do fórum. “Acho que foi favorável ao Yhudi. Os pais precisam fazer isso por ele. Não precisa ser favorável a mim, mas para ele”, disse a influenciadora digital.

Fonte: iBahia

Ipirá notícias

FREE
VIEW