Em editorial, The Economist chama Bolsonaro de ‘ameaça’ para América Latina



A revista The Economist, uma das mais prestigiadas do mundo, traz na capa desta semana o candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, e o classifica como “ameaça”, não só para o país, mas para toda a América Latina.

Em editorial publicado nesta quinta-feira, a revista afirma que “a economia é um desastre, as finanças públicas estão sob pressão e a política está completamente podre”.

No texto, intitulado “Jair Bolsonaro, a última ameaça da América Latina”, o brasileiro é comparado ao presidente americano Donald Trump e afirma que, “se a vitória for para Bolsonaro, um populista de direita, o Brasil corre o risco de tornar tudo pior”.

A crise econômica brasileira é um dos fatores apontados pela “Economist” para o crescimento de Bolsonaro nas pesquisas. “Os populistas recorrem a queixas semelhantes. Economia fracassada é uma delas –e no Brasil a falha foi catastrófica. Na pior recessão de sua história, o PIB encolheu 10% entre 2014 e 2016 e ainda não se recuperou. A taxa de desemprego é de 12%”, escreveu a revista. Líder nas pesquisas, Bolsonaro é chamado de “xerife sem noção” pela revista.

Fonte: Bahia Notícias

BAIXE NOSSO APLICATIVO