Representante da AEIPI faz uso da Tribuna da Câmara de Vereadores de Ipirá



Nesta terça-feira, 11 de setembro de 2018, as 10 horas, sob a coordenação do presidente da Casa, vereador Divanilson Mascarenhas, realizou-se mais uma sessão ordinária da Câmara Municipal de Ipirá (BA).

CASA DOS ESTUDANTES DE IPIRÁ (AEIPI), DESABAMENTO, INVASÃO, ÁGUA CORTADA, DESCASO E ABANDONO

A sessão desta semana começou com o uso da tribuna parlamentar pelo representante da Associação dos Estudantes Ipiraense (AEIPI), Leone Souza Santos.

Leone, lembrou da importância da residência estudantil, seu processo histórico e condições físicas atuais do prédio da instituição. O representante, falou sobre o estado de abandono e descaso do prédio público pertencente ao município, que no momento encontra-se desabando e fechado. Leone, lembrou que o desabamento de uma parede da instituição aconteceu nesta gestão municipal. Que o prefeito do município Marcelo Brandão, no início do seu governo prometeu tomar as devidas providencias, inclusive assinando um termo de compromisso, prometendo recuperar o prédio e devolve-lo ao estudantes no prazo de um ano, mas passados 17 meses da assinatura do termo, o prédio continua fechado, sem perspectivas, sem nenhuma providencia, correndo o risco de total desabamento.

Segundo os estudantes, para acabar de completar, o novo prédio alugado pela prefeitura, para acomodar os estudantes provisoriamente, encontra-se com a água cortada, já há diversos meses, sendo abastecido por carros pipas, pagos pelos próprios estudantes. Ainda segundo os residentes, eles (residentes), estão tendo que visitarem todas as semanas o local da sede da residência, que devido ao abandono, está correndo o risco de ser invadida por moradores de rua, moradores estes que já forçaram a porta do prédio abandonado por diversas vezes.

Apesar de tudo isso, pelo que a Casa e seus moradores estão passando, os residentes ao solicitarem encontros com o prefeito para discutir a situação, os mesmos não são atendidos. Segundo os estudantes, o prefeito Marcelo cria todos os tipos de dificuldades para recebê-los em seu gabinete.

Ainda segundo os residentes, eles estão desesperados, desde o ocorrido, diversos estudantes já desistiram da residência. Depois de tantos contratempos, tantas promessas, tantos descasos, os estudantes solicitam a solidariedade da comunidade e auxilio dos vereadores, nesta luta que deve ser de interesse de todos, em especial, estudantes, professores, pais de residentes, ex-presidentes, etc.

Os estudantes, lembram que uma verba de um milhão já havia sido aprovada pela Câmara, mas a pedido do prefeito os vereadores aprovaram o veto a verba já anteriormente aprovada. Este fato, segundo os estudantes, mostrou que a maioria dos vereadores do município estão seguindo as determinações do prefeito, e esquecendo o seu verdadeiro papel que é representar o povo em seus interesses maiores, principalmente a parcela menos favorecida da sociedade, asseverando que educação não é despesa, mas sim investimento.

Por Orlando Santiago Mascarenhas
www.ipiranegocios.com.br

Participe de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

BAIXE NOSSO APLICATIVO