Simaria passa mal, e Simone anuncia nova pausa nos shows da dupla



Faltando dois meses para o fim do tratamento da cantora baiana Simaria, da dupla com Simone, ela precisou dar uma nova pausa nos trabalhos. Simone se apresentou sozinha no show deste sábado (15), em Santa Catarina, e anunciou que a dupla irá ficar fora dos palcos até que a irmã conclua o tratamento contra uma tuberculose ganglionar.

Segundo Simone, Simaria passou mal e teve que voltar ao hospital, em São Paulo, para fazer novos exames. “Dois meses de tratamento dela. Ela começou a passar muito mal. Nesse momento, ela se encontra fazenda novos exames por conta da doença dela. E por esse motivo, amanhã, domingo, vamos dar uma pausa nos nossos trabalhos, a espera de concluir o tratamento da Simaria”, disse Simone, durante o show.

Simaria foi diagnosticada e abril com o quadro de tuberculose ganglionar. Na época, a cantora ficou internada por cinco dias no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e teve que ficar afastada do trabalho por 30 dias. A irmã Simone cumpriu a agenda de shows sozinha. Em novembro de 2017, um diagnóstico de infecção aguda de vias aéreas superiores tirou Simaria dos palcos. A artista ficou em tratamento por aproximadamente um mês e reduziu o número de apresentações no período.

Em agosto deste ano, as irmãs anunciaram o retorno de Simaria aos palcos. Elas chegaram a gravar um DVD surpresa, com participação do padre Fábio de Melo.

Na apresentação, as irmãs cantaram sucessos e enfatizam a nova música, Um em Um Milhão, lançada em julho. A música abriu a apresentação, seguida por Loka e Meu Violão e o Nosso Cachorro. Com Fábio de Melo, Simone & Simaria cantaram Ninguém Explica Deus e Era Uma Vez. O álbum ao vivo e o DVD seriam lançados neste segundo semestre de 2018 em edição da gravadora Universal Music.

Ritmo desacelerado

Em coletiva realizada dias antes, as irmãs contaram um pouco sobre a volta de Simaria, que revelou ainda ter tido outros problemas de saúde, além da tuberculose. “Aprendi a olhar mais para mim, a me alimentar melhor e a beber água, coisas que não fazia”, disse Simaria, na ocasião.

“Foram 18 dias internada e, naquele momento, a única coisa que pensava era na minha saúde. Desde antes, eu sabia que estava sentindo alguma coisa e que não estava normal. Eu pensava na minha irmã, nos fãs e nunca olhava pra mim. Mas chegou o momento de olhar pra mim. São quatro meses de aprendizado: vamos diminuir a quantidade de shows e a carga de trabalho. A gente tem que trabalhar com consciência”. desabafou Simaria na coletiva.

As ‘coleguinhas’, que faziam 30 shows por mês, disseram ainda que iriam diminuir o ritmo dos shows para cuidar mais da saúde e curtir os momentos em família.. Elas pretendiam fazer no máximo três shows por semana, aos finais de semana.

Além da tuberculose, Simaria contou que teve outros problemas de saúde e chegou a pesar 42 kg (seu peso normal é entre 49 kg e 50 kg). “Me lasquei de tudo o que é jeito. Tive H. pylori (bactéria que pode causar câncer de estômago), anemia, joelhos machucados por conta do salto… Precisei até fazer fisioterapia e estou fortalecendo com academia”, contou a artista, que enfrenta ainda problemas com os dentes. “Meu médico já tinha notado que eu não estava bem por causa de umas lentes antigas que tinha feito com um profissional que não era bom. Quando fui procurar um profissional de verdade, meus dentes estavam todos acabados”.

Desde então, a cantora está usando dentes provisórios que disfarçam bem: “Meu médico disse que só vai mexer quando eu estiver 100%”. Apesar da situação complicada, a baiana encara tudo com bom humor. “Estou igual uma vampira – quando você arranca os dentes, fica só os fiapos. Se você me olhar sem dente, você corre”, brincou.

Apesar do médico ter liberado que ela retorne aos trabalhos, Simaria disse, na coletiva, que iria tomar mais cuidados. Pediu, então, a compreensão dos fãs, pois faltavam alguns meses de tratamento. “Se um dia tiver fazendo show e precisar ir embora, é porque preciso descansar. Não estou curada. Faltam dois meses e meio de tratamento, mas já me sinto bem melhor. Meu médico me liberou para fazer trabalhos, mas não em excesso”.

Participe de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

BAIXE NOSSO APLICATIVO