Bolsonaro se desentende com coordenador da PF que faz sua segurança



A volta para casa do candidato Jair Bolsonaro (PSL), após a votação neste domingo (28), foi marcada por um desentendimento entre ele e a equipe da Polícia Federal que faz a sua segurança. Bolsonaro chegou a pedir a troca da coordenação de sua segurança, hoje a cargo do delegado Antonio Marcos Teixeira. A substituição está sob análise do comando da PF.

Se confirmada, a mudança na coordenação será a segunda da campanha. A primeira ocorreu em setembro, após Bolsonaro ter sido esfaqueado em Juiz de Fora (MG). A divergência aconteceu quando os carros blindados da PF chegaram em frente ao condomínio do presidenciável. Os veículos pararam e policiais se aproximaram do carro em que Bolsonaro estava.

Houve um desentendimento, e um deles, demonstrando irritação e impaciência, chegou a bater no capô da viatura, pedindo que ela avançasse. Apenas três minutos depois o candidato abriu a porta do veículo e acenou para apoiadores.

O movimento de Bolsonaro descumpriu protocolo de segurança do candidato. Ele já foi vítima se um atentado a faca em setembro, durante ato de campanha.

Fonte: Bahia Notícias

BAIXE NOSSO APLICATIVO