Sem apoio dos vereadores de situação, CPI contra prefeito de Ipirá é arquivada na Câmara



Foi arquivada na Câmara de Vereadores de Ipirá, a CPI que iria investigar supostos desvios de recursos do transporte escolar praticado pelo Prefeito Marcelo Brandão (DEM). A informação foi confirmada pelo relator da CPI, vereador Caryl Oliveira, durante pronunciamento na sessão da Câmara de Vereadores da última terça-feira (02).

Segundo Caryl Oliveira, o pedido de CPI foi encaminho ao departamento jurídico da Câmara, e também à comissão de justiça e redação, onde foi reprovada pelos parlamentares: Mundinho de Nova Brasília, Edson Carneiro (Suíta) e Jaíldo, vereadores que compõe a comissão de justiça e redação.

Ainda segundo Caryl, o escritório de advocacia que presta serviços à Câmara de Vereadores deu o parecer informando que ele (Caryl) requereu a CPI de forma “equivocada“, o que lhe causou “estranheza” pois o mesmo escritório de advocacia também defende o executivo municipal. “Dias antes eu falei aqui que isso iria acontecer. Não foi porque requeri de forma equivocada, mas porque quem chuta pro gol também vai defender“, disse o vereador referindo-se ao escritório de advocacia (áudio abaixo).

Já o vereador Jaildo falou que o pedido foi arquivado porque faltou prazo no texto e que a CPI precisa determinar um prazo de até 120 dias. Além disso, ele ressaltou ainda que os vereadores de oposição são minoria na casa e não tem maioria se quer para aprovar um requerimento (áudio abaixo).

Por sua vez, o vereador Edson Carneiro (Suita), também disse que a CPI foi arquivada por falta de prazo.

CPI

O pedido de instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi requerida pelos vereadores de oposição na sessão do 28 de agosto, em função da Operação Oferrus deflagrada pela Polícia Federal no dia 21 de agosto, quando policiais juntamente com fiscais da Controladoria Geral da União (CGU), estiveram em Ipirá e apreenderam documentos e afastou temporariamente o prefeito Marcelo Brandão do cargo pelo período de 10 dias.

O requerimento foi protocolado pelo vereador Caryl Oliveira no dia 29 de agosto e obteve assinatura dos seguintes vereadores oposição: Weima Fraga, Benedito do Leite, Marcos de Dadá e Carlinhos Simas. Já os vereadores Deteval e Jaildo não assinaram porque pretendiam fazer parte da comissão.

Nenhum dos vereadores de situação assinou a favou da CPI.

Por Ipirá Notícias

Participe de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

BAIXE NOSSO APLICATIVO