A busca por hábitos alimentares que não maltratem animais tem feito muitas empresas criarem novos produtos para atrair mais clientes. E agora, com a ajuda da tecnologia, já é possível consumir carne sem ter que matar animais.

A startup israelense Aleph Farms está trabalhando justamente nisso.

Pesquisadores da empresa se juntaram para criar um alimento em que são usadas células retiradas de uma vaca viva, sem ter que matá-las.

As células são replicadas fora do animal para que cresçam até um tamanho mais “comestível” – mas menor que um bife comum. Cada pedaço de carne deve custar cerca de US$ 50 (R$ cerca de 195).

De acordo com o site da startup, o processo leva de duas a três semanas e traz benefícios como a falta de antibióticos, normalmente tomados pelos animais. “Na Aleph Farms, acreditamos que a carne é um dos prazeres da vida e deve ser celebrada e desfrutada sem as desvantagens para a saúde e o meio ambiente. A Aleph Farms tem como objetivo oferecer carne superior, saudável e sem abate, proporcionando uma nova experiência ao cliente.”

Para divulgar a carne, a startup convidou um chef de cozinha para preparar o prato. Em vídeo publicado no site, o profissional diz que o produto tem “uma ótima aparência e a textura original de carne.”

Faça parte de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

Compartilhe nas redes sociais!