Um homem invadiu a Catedral Metropolitana de Campinas, no interior de São Paulo, na tarde desta terça-feira durante a realização de uma missa, matou quatro pessoas e se matou em seguida. Outras três vítimas ficaram feridas. As informações são do Corpo de Bombeiros de Campinas.

O crime ocorreu em uma área de grande circulação na região central de Campinas. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o suspeito entrou na Catedral com uma pistola e um revólver calibre 38, atirou nas pessoas que estavam presentes e se matou em frente ao altar após os crimes.

Quatro pessoas foram mortas dentro da igreja, atingidas pelos disparos. Quatro pessoas estão hospitalizadas. A maior parte das vítimas, segundo informações de bombeiros, era de idosos.

“Nove vítimas no total, cinco óbitos aqui e quatro vítimas socorridas pelas viaturas. As vítimas não foram identificadas ainda. Socorremos quem poderia ser socorrido e investimos em quem nós achamos que poderia retornar do quadro grave […] O que chegou para a gente é que as pessoas estão estáveis nos hospitais. Não temos informação sobre motivação e sobre quem são as vítimas”, explica o bombeiro Alexandre Monteiro.

As vítimas fatais não foram identificadas e a polícia investiga a motivação do crime. Equipes do Samu e dos Bombeiros foram enviadas ao local, por volta das 13h20.

Imagens feitas por câmeras de segurança mostram pessoas sendo atendidas pelas equipes de socorro na porta da igreja. Familiares de pessoas que estavam na Catedral no momento dos disparos buscam informações com autoridades no local.

Em estilo neoclássico, a catedral foi unagurada em 1883. O projeto icou a cargo arquiteto Ramos de Azevedo. A obra se rrastou por mais de 60 anos e teve cinco projetos diferentes, antes de ser concluída.

Fonte: Jornal O Globo

Faça parte de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

Compartilhe nas redes sociais!