O Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) Kleber Lopes da Silva, administrado e mantido pela Prefeitura de Itaberaba, através da Secretaria Municipal de Ação Social e Cidadania (Seas), conquistou quatro prêmios nacionais no concurso de Iniciativas Socioculturais 2018 promovido pelo Ministério da Cultura (MinC), por meio da Secretaria de Difusão e Infraestrutura Cultural (SEINFRA).

O OSS Comunidade promoveu aulas de Jiu-jitsu para a comunidade usuária do CEU de Itaberaba.

O CEU de Itaberaba concorreu e conquistou prêmios em quatro das seis categorias do Concurso que contou com a participação de CEUs de todos estados do país. Segundo o MinC, existem cerca de 180 unidades inauguradas em todo o Brasil. No total, foram classificados 58 projetos, sendo que os 30 melhores receberam a premiação, de R$ 15 mil que, com os descontos dos impostos, resultou num total líquido de R$ 10,5 mil, pagos a cada idealizador/proponente dos projetos.

A vitória das iniciativas da equipe do CEU de Itaberaba, no Concurso Nacional do MinC, só reforça o compromisso da gestão Cidade de Todos com a excelência e o projeto de cidade mais humana, inclusiva e solidária que há dois anos vem melhorando a vida das pessoas em nosso município, ampliando o acesso a direitos e promovendo a cidadania de todos os itaberabenses.

Projetos e Categorias

Na Categoria A, que contempla projetos de promoção da educação e da formação artística e cultural, nas mais diversas linguagens, o nosso CEU classificou-se em 25º Lugar, com o projeto “CEU Digital” que ofereceu, durante um semestre inteiro, aulas gratuitas de informática e de manutenção de computadores a 35 crianças e adolescentes.
As aulas do CEU Digital aconteceram no espaço da Biblioteca e no Tele Centro do CEU de Itaberaba e contou com a colaboração voluntária do professor e proponente da iniciativa, Derivaldo Conceição (Deri).

Na Categoria B, que contempla projetos de promoção do desenvolvimento social com intersetorialidade, o CEU de Itaberaba classificou-se em 3º Lugar com o projeto “Traz Axé para a Comunidade” que promoveu a criação de um grupo de Capoeira, entre jovens com idades a partir de 5 anos até a “melhor idade”, idealizado e conduzido por Jucélio dos Santos Lopes (Siri).

O OSS Comunidade promoveu aulas de Jiu-jitsu para a comunidade usuária do CEU de Itaberaba.

Na Categoria C, com projetos que promovem a intersecção entre cultura, bem estar e saúde, o CEU de Itaberaba conquistou o 4º Lugar com o projeto “OSS Comunidade” que ofereceu aulas de Jiu-jitsu para crianças e adolescentes, usuários do serviço, proposto pelo professor voluntário Guilherme Aderne e ministrado por ele e pelo professor Alexandre França.

Na Categoria D, contemplando projetos que promovam a Prevenção à Violência, o CEU de Itaberaba foi o único, em todo o Brasil, a apresentar uma inciativa que também foi premiada em 1º Lugar com o projeto “CHA com a Comunidade”, da coordenadora do CEU de Itaberaba e presidenta do Grupo Gestor do Centro, Gislane Gomes, que propõe uma ação transversal entre órgãos e agentes públicos que atuam nos bairros próximos ao Centro.

Segundo a coordenadora, por unanimidade, todos os proponentes decidiram investir parte do valor do prêmio na manutenção e ampliação dos projetos que, segundo o edital do MinC, devem ser mantidos por ao menos 10 meses. Ela conta que o empenho de todos os colaboradores que, literalmente, se doaram às inciativas foi fundamental para o reconhecimento nacional dado pelo Governo Federal.

“Nos reunimos e decidimos, por unanimidade, que parte do valor recebido por cada um de nós, seria usado para dar seguimento aos projetos. Por exemplo, no ‘OSS Comunidade’ a gente está precisando de mais tatames, o professo já garantiu que vai comprar os tatames. No ‘CHA com a Comunidade’, todo o material eu trazia de casa mesmo. Agora, vamos comprar tudo para o próprio projeto, conforme a necesidade de cada um” disse a coordenadora que também integra a comissão de Itaberaba para o Selo Unicef 2017/2020.

O CEU das Artes de Itaberaba fica localizado às margens da BA-046 (saída para Iaçu), no bairro RM, e promove ações educativas de arte, cultura e esportes para beneficiários dos Programas Federais de Transferência de Renda no âmbito da Rede de Proteção Socioassistencial do município, integrando, num mesmo espaço, programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais, políticas de prevenção à violência e de inclusão digital.

Os idealizadores dos projetos vencedores do concurso Iniciativas Socioculturais 2018 promovido MinC/SEINFRA.

Faça parte de nosso grupo de WhatsApp clicando aqui.

Compartilhe nas redes sociais!