O ex-atleta Fábio Guerra afirmou nesta segunda-feira (21) que fez pagamentos em dinheiro vivo ao senador eleito Flávio Bolsonaro para quitar a compra de um imóvel no Rio de Janeiro, segundo a Folha de S. Paulo. A versão confirma as declarações do parlamentar para justificar os depósitos de R$ 96 mil na sua conta entre junho e julho de 2017.

“Paguei em dinheiro porque havia recebido em dinheiro pela venda de outro apartamento. Como recebi aos poucos, fui pagando aos poucos”, afirmou à Folha de S. Paulo o comprador do imóvel, que disse não ter mais contato com o senador eleito.

Um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) classificou como suspeitas movimentações financeiras na conta de Flávio Bolsonaro. O documento aponta que aconteceram 48 depósitos em espécie no valor de R$ 2 mil entre junho e julho de 2017, todos feitos de um caixa de autoatendimento na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Flávio Bolsonaro declarou em entrevistas à Record e à Rede TV que recebeu um montante em dinheiro pela venda de um imóvel e o depositou na própria conta. As transações aconteceram de forma fracionada porque o limite para depósito do caixa eletrônico é de R$ 2 mil.

De acordo com a Folha de S. Paulo, o limite para deposito em espécie no Itaú, único banco onde o senador eleito tem conta declarada, é de R$ 2 mil. Na Alerj, há um caixa de autoatendimento do Itaú. “É a agência onde todo mundo vai fazer suas operações”, afirmou Flávio Bolsonaro à Record.

Fonte: Bahia Notícias