O laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT), finalizado nesta quinta-feira (31), confirmou que Walter de Jesus Santos, de 7 anos, foi estuprado pelo padrasto. A criança foi encontrada enterrada em um terreno baldio, no dia 23 de janeiro, em Salinas da Margarida, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Celso Pereira Bispo, 42, padrasto do menino, foi preso, confessou a morte e a ocultação de cadáver, mas negava o abuso sexual (veja aqui).

Celso disse em depoimento à polícia, na última terça-feira (29), que cometeu o crime porque não aceitava o fim do relacionamento com a mãe da criança, ex-companheira dele. No momento, ele voltou a confessar o assassinato e negou repetidas vezes a informação de estupro.

De acordo com o delegado Artur Guimarães, titular da Delegacia Territorial (DT) de Salinas da Margarida, era preciso esperar a conclusão do laudo para confirmar os indícios. Além de homicídio qualificado e ocultação de cadáver, Celso será indiciado por estupro de vulnerável.

Fonte: Bahia Notícias

Compartilhe nas redes sociais!