A repórter Bruna Drews não tem qualquer perspectiva de voltar a trabalhar com o jornalismo desde que fez uma denúncia formal no Ministério Público contra o apresentador Brasil Urgente, da Band, José Luiz Datena.

Ao site ‘Notícias da TV’, Bruna disse que foi “cantada” diversas vezes por Datena ao vivo. A repórter revelou que só não deixava o programa por conta do salário, mas o cenário piorou em junho do ano passado, quando Datena teria dito que ela não precisava emagrecer porque já “era muito gostosa”, que teria se masturbado pensando nela diversas vezes e que achava “um desperdício” a profissional “namorar uma mulher”.

“Eu não consegui trabalhar mais. Comecei a ter ataque de pânico ao entrar em link com ele [Datena]. Cortava caminho para não ter que cruzar com ele. Só aguentei duas semanas, até o dia em que tive um ataque de pânico ao entrar na Band”, revelou Bruna.

De acordo com a reportagem, Datena nega as acusações. O processo corre em segredo de Justiça.

Fonte: Notícias ao Minuto