Após as polêmicas envolvendo o vereador Carlos Bolsonaro e o ministro da secretaria-geral da Presidência Gustavo Bebianno, Jair Bolsonaro resolveu nesta sexta-feira (15) afastar o filho do governo e manter o ministro no cargo.

Bolsonaro passou a manhã conversando com assessores e outros ministros na busca por uma solução para a crise. A decisão foi comunicada a Bebiano durante reunião a portas fechadas no Palácio do Planalto com o ministro da Casa Civil Onyx Lorenxoni.

No início da semana, Bebianno afirmou ao jornal O Globo que não havia crise no governo e no dia havia conversado com o presidente três vezes. Carlos, através das redes sociais, negou a informação do ministro e divulgou um áudio do próprio Bolsonaro afirmando que não falaria com ninguém por conta do seu estado de saúde.

Fonte: Varela Notícias

Compartilhe nas redes sociais!