Uma comerciante de Ipirá entrou em contato com nossa redação e relatou que foi vítima de uma ‘saidinha de banco’ após efetuar um saque em uma das agências de Ipirá. O caso ocorreu por volta do meio dia desta quarta-feira (20) na Praça Roberto Cintra, no centro de Ipirá.

Segundo a vítima que não quis se identificar por motivos de segurança, após sacar a quantia de R$ 5 mil reais no Banco SICOOB, ela percebeu que estava sendo seguida por duas mulheres e um homem desde quando estava no interior da agência, e ao se aproximar do coreto da praça, uma das mulheres simulou que a vítima havia perdido um documento e insistentemente dizia que era da vítima, a outra estelionatária se aproximou e começou a debochar do dialogo, pedindo a vítima que não acreditasse e nem desse ouvidos a mulher que insistia em devolver o valioso documento, a vítima então se viu acuada, sem reação e com perda momentânea dos sentidos, neste momento as criminosas puxaram a bolsa e carregaram com a quantia relatada mais documentos pessoais e dois celulares.

A vítima registrou um boletim de ocorrência na delegacia local e comunicou o fato para os policiais militares que faziam rondas no local. Os comerciantes e sociedade em geral conclamam por mais rondas próximo as instituições financeiras e um olhar mais atencioso a vigilância destas instituições. É necessário que os bancos implantem medidas que visem dar mais privacidades as operações, como a instalação de bloqueios de visibilidade para não permitir que outras pessoas vejam o tipo de operação que está sendo realizada no caixa.

Entramos em contato com o comodante da 98ª CIPM, Capitão Igor Prazeres, ele informou que teve conhecimento da ocorrência e que a PM está empenhada para capturar as criminosas. Ele ainda disse que uma das mulheres já foi presa diversas vezes em outras cidades praticando esse mesmo crime, e que policiais da 98ª CIPM está em contato com outras cidades em busca de informações que leve a prisão das criminosas.

Por Ipirá Notícias

Compartilhe nas redes sociais!