A Comitiva Nóis é Patroa publicou uma nota nas redes sociais falando sobre a realização da Cavalgada Feminina, e também sobre o incidente onde uma pessoa foi esfaqueada após o evento que aconteceu último domingo (10) em Ipirá.

Acompanhe abaixo:



A Comitiva Nóis é Patroa, vem a público, através das redes sociais, esclarecer algumas informações que foram divulgadas equivocadamente. Nós somos um grupo, formado por mulheres amantes de Cavalgadas e Festa de Cavalos. O mesmo foi criado a princípio, por um grupo de amigas e estendeu-se as demais, que também amam o esporte. Juntas, idealizamos um projeto lindo, para a realização de uma Cavalgada Feminina com ajuda dos amigos e comércio local. Durante o tempo que estivemos organizando o evento, fomos em algumas secretarias do município e também à Associação dos Bombeiros Civis, buscarmos apoio e parcerias necessária para realizarmos o nosso evento, através de ofícios. Infelizmente, mesmo entregando os ofícios com antecedência, não fomos atendidas e muito menos informadas que deveríamos pagar por alguns serviços, no qual, até então, achávamos que era gratuito.



Foi veiculado em alguns sites regionais e também por pessoas em grupos de Whatsapp que durante a cavalgada ocorreu um homicídio, essa informação é INVERÍDICA e ao nosso ver muito MALDOSA. No final do evento, aconteceu uma discussão entre dois rapazes e um deles, feriu o outro com uma arma branca. Nós enquanto organização, ligamos para a Associação dos Bombeiros Civis, para que fizesse os primeiros socorros e prestasse socorro de imediato a vítima, que neste momento encontra-se sob os cuidados médicos e está bem. Estamos orando e agradecendo a Deus para que nosso amigo e parceiro Júnior, restaure sua saúde, para logo em breve estarmos nas próximas Cavalgadas.

Gostaríamos de agradecer a presença de todos que nos prestigiaram, aos que contribuíram direta ou indiretamente para que nosso sonho fosse de fato realizado, principalmente aos nossos patrocinadores.




Compartilhe nas redes sociais!