O programa da prefeitura na rádio FM poderia muito bem chamar-se “Alice no País das Maravilhas”, por um fato muito simples, pegaram a feitura de um PORTAL na entrada da cidade e fizeram um bereguedê do tamanho de uma montanha: “nenhuma cidade tem um PORTAL mais bonito do que o de Ipirá” e mais: “quem tem orgulho de morar aqui não se cansa de tirar fotos no local” imagina se verdade fosse! E o mais importante: “tem um coração junto ao nome Ipirá que pulsa com a iluminação recebida”. Basta! Já disse o suficiente sobre o País das Maravilhas.

De forma bem simples: que seja o mais belo dos belos; que não exista nada igual em algures; que brilhe majestoso; que prime pela nobreza; que seja imponente; que descanse suntuoso; pois, por mais grandeza que apresente na categoria do sublime, nada acrescenta a esse município; nada soma a essa cidade, simplesmente não cheira nem fede. De forma bem precisa, posso dizer, que não será a redenção do município de Ipirá.

Aí entra em cena o prefeito do município, o gestor Marcelo Brandão, parecendo o personagem Dom Quixote, do escritor espanhol Miguel de Cervantes, que em sua brilhante trajetória entre as nuvens e a realidade, preferia o céu de brigadeiro, tal qual o prefeito MB, que em contato com comerciantes da Praça do Mercado, disse que a iluminação daquela praça vai ficar tão boa, brilhante, clara e luminosa, que aquela praça vai se tornar um grande centro comercial noturno em Ipirá. Pasmem, senhores e senhoras! O prefeito incorpora o personagem de Cervantes, tornando-se um grande sonhador.

Na dura realidade em que vive o município de Ipirá, um fato que se estabelece de forma rotineira, corriqueira e paulatinamente, mas também, muito preocupante, que é o retorno da feira de animais para junto do centro de abastecimento nos moldes e nas condições anteriores; desprezando, gradativamente, o Parque de Exposição como o local da feira. É muito triste esse retrocesso. Ipirá faz questão e insiste em crescer como rabo de cavalo.

O grande problema de Ipirá é não discutir seus verdadeiros e reais problemas. Por isso, estamos mais próximos de um País das Maravilhas administrado por um Dom Quixote. Uma pena!

O povo de Ipirá não está engolindo a fantasia do prefeito Marcelo Brandão. Na realidade ele faz suas malamanhadas e a população paga a conta. Isso todo mundo já sabe, agora se você quiser saber por que tudo isso acontece, basta você adquirir o livro que detalha esse negócio aí, para tal basta acessar o site: https://www.amazon.com.br e adquirir o eBook ‘A PRAÇA DA BANDEIRA E OUTRAS BANDEIRAS’. Obrigado e boa leitura.

Por Agildo Barreto

Compartilhe nas redes sociais!