Dois adolescentes foram presos, nesta segunda-feira (18), suspeitos de planejar ataques contra as próprias escolas, como o que ocorreu em um colégio em Suzano, em São Paulo.

Segundo a revista Isto é, sem conexão entre si, os casos não tem conexão entre si. Um aconteceu no Rio de Janeiro, e outro na cidade de Pontalina, em Goiás.

De acordo com a polícia goiana, o jovem apreendido tinha planos para executar um massacre na escola onde estudava, mas não executou o ataque por não ter acesso a uma arma de fogo de repetição.

Entre os elementos encontrados com o adolescente,.que alegou sofrer “bullying”, havia uma espingarda (do pai), uma capa, uma máscara e um arco e flecha.

Dois adolescentes foram presos, nesta segunda-feira (18), suspeitos de planejar ataques contra as próprias escolas, como o que ocorreu em um colégio em Suzano, em São Paulo.

Segundo a revista Isto é, os casos não tem conexão entre si. Um aconteceu no Rio de Janeiro, e outro na cidade de Pontalina, em Goiás.

De acordo com a polícia goiana, o jovem apreendido tinha planos para executar um massacre na escola onde estudava, mas não executou o ataque por não ter acesso a uma arma de fogo de repetição.

Entre os elementos encontrados com o adolescente,.que alegou sofrer “bullying”, havia uma espingarda (do pai), uma capa, uma máscara e um arco e flecha.

Fonte: Bahia Notícias

Compartilhe nas redes sociais!