O jornalista Kennedy Alencar disse que telefonou para o ex-presidente Michel Temer (MDB), que atendeu, e declarou que estava na companhia de policiais federais.



Ao receber o telefonema, Temer reagiu dizendo “barbaridade”, segundo contou o jornalista. O ex-presidente afirmou, também, ao jornalista que era um mandado de prisão preventiva assinado pelo juiz Marcelo Bretas, do Rio de Janeiro, e que estava indo para o Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

Fonte: Bahia Notícias