Um homem identificado apenas como Damien, de 34 anos, afirmou ter encontrado um rato ao tomar uma latinha de refrigerante. Morador de Varenne-sur-Seine (França), ele relatou o caso em entrevista ao jornal local “Le Parisien” e o caso ganhou repercussão internacional.


(Foto: Reprodução/Le Parisien)

Apesar do suposto “conteúdo extra”, o homem alegou que já tinha quase terminado de ingerir a bebida quando percebeu o roedor preso na lata. “O refrigerante acabou, mas percebi que a lata não estava vazia”, disse ele ao jornal, acrescentando que não percebeu nenhum sabor diferente.

Damien ainda alegou que sua primeira atitude foi ligar para a empresa, a Coca-Cola, que o manteve esperando na linha por 25 minutos até atendê-lo. Em carta enviada ao cliente, a fabricante assegurou que “a segurança da linha de produção da empresa é total e que isso não veio deles”. 

A empresa ainda pediu que o homem enviasse a lata (e o rato) para análise, mas ele negou a proposta alegando que fazer isso seria “se livrar das provas” do caso. Para preservar a “evidência”, ele tem mantido a lata enrolada em celofane e guardada no freezer.

Insatisfeito com o retorno, Damien disse que procurou até a polícia, mas que ouviu a recomendação de procurar ajuda na internet. 

Com medo de ter pego alguma doença por ter bebido o refrigerante supostamente contaminado, ele buscou ajuda médica, fez diversos exames e voltou para casa, onde ficará sob observação pelas próximas semanas a fim de evitar qualquer risco de infecção por leptospirose.

Em nota à imprensa, a Coca-Cola ressaltou que “está aguardando receber as informações do cliente para uma investigação detalhada já que não pode estabelecer a veracidade das alegações”. 

Fonte: RedeTV

Compartilhe nas redes sociais!