O caminhão do Conexão Musical segue viagem rumo a Ipirá onde realizará a sexta etapa do Festival de música que está agitando o interior da Bahia.

Sucesso por onde passa, o Festival Conexão Musical, evento itinerante que é patrocinado pela SKOL, segue para o território de identidade da Bacia do Jacuípe, onde realizará a sua sexta etapa na cidade de Ipirá nos dias 22 e 23 de março na Praça Roberto Cintra em frente à Igreja Matriz.

Quem anima a primeira noite de festa, sexta-feira (22), são as bandas Forró da Gota e 5 Segundos. No sábado (23) quem faz a alegria da galera são os artistas Paraíba do Acordeon e Cicinho de Assis. Para compor essa conexão musical ainda tem o DJ Conexão agitando todo mundo no intervalo entre as bandas nos dois dias de festa. A entrada do evento é gratuita e o público vai poder degustar uma SKOL geladinha com preço especial.

O festival conta com estrutura de bares que venderão produtos da família Skol, principal patrocinadora do evento. Entre as bebidas que estarão disponíveis ao público, a Skol Pilsen, os três tipos de Skol Beats: Senses, Spirit e Secret, água, refrigerante e energético e a nova integrante da família que é a sensação do verão da Bahia: a Skol Puro Malte.

Além de propagar e promover cultura e entretenimento, o Festival Conexão Musical Bahia vai fomentar a economia local das cidades por onde passar. “Queremos conectar as pessoas através de um evento democrático, inovador que leva cultura e alegria através da música. Isso faz parte do DNA SKOL – uma cerveja jovem, democrática, inovadora e que apoia a diversidade com o intuito de surpreender o público consumidor. É isso que pretendemos com o Conexão Musical”, afirma Pedro Beltrão, gerente regional de eventos SKOL. “Vamos oferecer, de forma gratuita, em dois dias de Festival muita música e inovação. Com certeza, o público não perde por esperar”, completa Beltrão.

O Festival Conexão Musical Bahia é uma realização da Alquimia Comunicação, com produção da Maré Produções Culturais, e conta com patrocínio da Skol, via AMBEV, e do Governo do Estado, por meio do programa Fazcultura, das Secretarias da Fazenda e Cultura.

Por Caboronga Notícias com informações do site O Xarope

Compartilhe nas redes sociais!