Por meio da qualificação da oferta de educação, o deputado Jurandy Oliveira (PP) acredita que jovens e adultos permanecerão no meio rural. A ideia está no Projeto de Lei nº 23.225/2019,  apresentado pelo parlamentar na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) para instituir a Política Estadual de Incentivo à Permanência de Jovens e Adultos no Meio Rural através da Qualificação da Oferta Educacional.

Divulgação/AgênciaALBA

De acordo com o legislador, com a qualificação na formação do indivíduo, a agricultura pode se tornar um garantidor de renda e emprego, com habilidades necessárias para desenvolver uma unidade de produção rural, de base familiar e sustentável.

Entre as diretrizes para a qualificação educacional, segundo Jurandy, está a ação conjunta dos órgãos públicos, em especial os ligados à educação, “com o intuito de oferecer aos jovens rurais uma formação integral, adequada a sua realidade, que lhes permita atuar como agricultores qualificados técnica e administrativamente, além de se tornarem homens e mulheres em condições de exercer plenamente sua cidadania”.

Em sua justificativa, o deputado demonstra preocupação com o êxodo rural ocorrido no país nos últimos anos. “Programas de assistência estimularam a permanência de jovens no meio rural, contribuindo para desacelerar o deslocamento destes para as cidades. Entretanto, para além das políticas públicas já implantadas, os jovens do meio rural brasileiro precisam ajustar a sua formação escolar às necessidades das tendências econômicas em curso no meio rural brasileiro, em especial, as da agricultura familiar, responsável por 80% da produção dos alimentos que vão à mesa do brasileiro”, diz Jurandy.

“Tendo em vista a importância dos jovens para a sustentabilidade do meio rural, dando continuidade aos projetos e modo de vida de seus pais, escolhendo o campo como lugar para viver e a agricultura como profissão, é imprescindível que o governo do Estado da Bahia implemente políticas públicas de incentivo à permanência dos jovens no meio rural. Para tanto, é de fundamental importância a aprovação do presente projeto”, defende o progressista.

Fonte: ALBA

Compartilhe nas redes sociais!