A dona de casa Ana Patrícia, popularmente conhecida por Ana do Acarajé, fez uso da tribuna da Câmara de Vereadores na manhã desta terça-feira (02), para relatar aos edis, o drama que viveu com a forte chuva que caiu em Ipirá no último dia (22).

Segundo ela, em 2018, a prefeitura construiu um calçamento da rua Elói Marques e a emprese sequer realizou o nivelamento da citada rua, realizando a obra sem a fiscalização da prefeitura. O calçamento ficou com uma inclinação em frente a sua residência, o que vem ocasionando acumulo de água e consequentemente o alagamento de sua residência e em outras próximas.

Imagem: Felipe Fisther

Com a forte chuva, o muro da casa de Ana Patrícia não resistiu a força da água e caiu. Além da queda do muro, o portão também foi danificado e a dona de casa viu seus pertences serem arrastados pela correnteza. “Tive meus móveis todos destruídos pela correnteza que se formou dentro de minha casa. De fogão a geladeira. Perdi praticamente tudo” disse ela.

Com imagens e vídeos gravados em mídia, Ana compareceu ao gabinete do prefeito Marcelo Brandão que ficou de dar uma solução ao problema, o que não aconteceu. Ela também procurou a empresa que executou a obra e os responsáveis jogaram a responsabilidade para a prefeitura.

Após o relato da moradora, o presidente da Câmara, vereador Divanilson Mascarenhas, solicitou que uma comissão de vereadores compareça à residência da senhora Ana para avaliar os danos e depois a Câmara emitirá um documento que servirá de base para ele entrar com uma ação judicial contra o município para ressarcimento dos danos causados pela falha na construção do calçamento.

Ainda segundo Ana Patrícia, desde a construção do calçamento, sua casa vem sendo invadida pela água. No entanto, com esta chuva forte a situação chegou ao extremo. Desde o primeiro alagamento, ela procurou a Secretaria de Infraestrutura e o então secretário Frank esteve no local, constatou a situação e prometeu solucionar o problema, fato que nunca aconteceu.

Por Caboronga Notícias