A mulher suspeita de mandar matar a professora Élida Márcia de Oliveira, de 32 anos, em Juazeiro, teve a prisão preventiva decretada na quinta-feira (4). Segundo o G1, a informação foi divulgada pela Polícia Civil nesta sexta-feira (5).

A Professora foi morta no dia 20 de fevereiro | Foto: Reprodução / Facebook

A suspeita, identificada como Edvânia Pereira de Morais, está foragida. Ela é ex do companheiro da vítima e teria planejado o assassinato por não aceitar o fim do relacionamento.

O pai dela, Edvan Constantino de Morais, também é suspeito de participar o crime, e railton Mendes da Silva, que dirigia a motocicleta usada no assassinato, foram denunciados pelo Ministério Público estadual (MP-BA), na terça-feira (2).

Conforme o MP-BA, os denunciados responderão por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima.

O quarto envolvido no crime, identificado como Maicon Neves dos Santos, assim como Edvânia, segue foragido. Ele é suspeito de ter efetuado os disparos contra a professora. Ainda de acordo com a publicação, ele e os outros dois suspeitos tiveram a prisão temporária convertida em preventiva pela Justiça.

Fonte: Bahia Notícias

Compartilhe nas redes sociais!