Na manhã desta segunda-feira (29) a Polícia Federal cumpriu sete mandados de busca e apreensão em Belo Horizonte e mais quatro cidade do interior mineiro. A ação é relacionada à investigação de supostas candidaturas-laranjas pelo PSL nas eleições de 2018.

Imagem: Divulgação

Na época, o partido era presidido pelo Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Ele não é alvo direto da investigação e nega participação no esquema.

Os mandados foram expedidos pela 26ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte, e a operação recebe o nome “Sufrágio”. Houve a apreensão de documentos relativos à produção de material gráfico de campanhas eleitorais.

Desde fevereiro, a justiça mineira apura supostas irregularidades no repasse de recursos do Fundo Especial de Financiamiento de Campanha pelo PSL a quatro candidatas nas eleições de 2018.