Agricultores da zona rural de Feira de Santana estão apreensivos quando à colheita do feijão e do milho. Segundo reportagem da TV Subaé desta terça-feira (4), o problema é a falta de água devido à escassez de chuvas. Mesmo após  mais de um mês do plantio, os “pés” de feijão e milho estão com tamanho inferior ao esperado.

Uma agricultora, Isabel Almeida, disse que se a produção chegar à metade do previsto poderá “sair no lucro”, servindo para o consumo da família. Para isso, ela espera que a chuva ocorra logo. Em Feira, cerca de 60 toneladas de milho e 30 toneladas de feião foram distribúidos para agricultores dos oito distritos do município pela prefeitura.

Enquanto a chuva não vem, os agricultores continuam limpando e arando a terra para deixar o terreno propício para o crescimento das plantas.