O pequeno Ítalo Andrade Cardoso, 7 anos, foi assassinado com três facadas após atingir Ilgleison Santana, com uma bola. O crime ocorreu na quarta-feira (28), em América Dourada, no Norte da Bahia. Segundo a Polícia Civil, após ser atingido por bolada, Ilgleison Santana ficou nervoso com a situação, teve um surto psicótico e deu três facadas no garoto.

O crime ocorreu por volta das 11h30 no povoado de Soares, a 24 km de América Dourada, Centro-norte baiano. Segundo a polícia, a vítima levou duas facadas (do tipo peixeira) nas costas e uma na coxa direita. Ele morreu a caminho do hospital.

O autor do crime foi identificado como primo do padrasto da criança e possui pouco mais de 20 anos. De acordo com a polícia, Ilgleison foi até a casa onde o menino morava para procurar o padrasto, que não estava. “O menino jogava bola com outros colegas e acabou dando uma bolada nele [no autor do crime], que ficou nervoso e o matou com as facadas”, disse o escrivão Edmilson Nunes, que trabalha na delegacia de América Dourada.

Populares começaram a agredir o autor do crime, que só não foi linchado porque a Polícia Militar chegou rápido e o prendeu em flagrante. Por conta da confusão, o caso foi registrado na delegacia de Irecê.

A polícia informou que não sabe se havia alguma rixa entre o autor do crime e o padrasto da criança, mas obteve informações de que os dois usavam drogas juntos. Na delegacia, Santana disse ser usuário de maconha e crack.

O CORREIO não conseguiu contato com a família do menino, cujo corpo será sepultado na tarde desta quinta-feira (29), no povoado de Soares, onde ele morava com a mãe e o padrasto.

Fonte: Correio24horas