Em aproximadamente 1 hora, no período da manhã desta quinta-feira, 1º, a Secretaria de Segurança Pública conseguiu localizar dois foragidos da Justiça através das câmeras de Reconhecimento Facial e chegou a marca de 46 prisões.

O primeiro a ser localizado foi Zaires Venicius dos Santos Silva (45° criminoso). O foragido da Justiça foi encontrado, quando circulava por uma estação de metrô, na capital baiana.

O criminoso tinha mandado de prisão em aberto expedido pela Justiça, na comarca de Jaguaquara, por comércio ilegal de entorpecentes. Zaires foi conduzido para Central de Flagrantes por equipes da 1ª Companhia Independente de Polícia Militar ( CIPM/ ) e, posteriormente, encaminhado para a sede da Polinter.

Minutos após encontrar Zaires, o sistema de Reconhecimento Facial entrou em ação mais uma vez. Vanderson da Cruz Cerqueira, que também possuía mandado de prisão em aberto pela venda de entorpecentes, foi encontrado, no centro da capital baiana, mas precisamente no Elevador Lacerda.

O foragido da Justiça caminhava por um dos cartões postais de Salvador quando o sistema gerou um alerta. De imediato o Centro Integrado de Comunicações (Cicom) acionou uma guarnição do 18° Batalhão da Polícia Militar (BPM/Centro Histórico) que fez a captura.

Vanderson foi apresentado na Central de Flagrantes, onde foi cumprido o mandado expedido pela 3ª Vara de Tóxicos de Salvador. Com este caso o sistema de Reconhecimento Facial chegou a marca de 46 criminosos identificados e presos.

A tecnologia implementada em dezembro de 2018 foi testada e utilizada em grandes eventos – Carnaval, Micareta de Feira de Santana e Copa América 2019. “Além dos eventos com ampla aglomeração de pessoas, também empregamos esforços continuamente para alcançar e prender estes criminosos e dar mais tranquilidade para o cidadão”, frisou Maurício Teles Barbosa, secretário da Segurança Pública.

Câmeras espalhadas pela capital baiana identificam e comparam traços faciais de foragidos possibilitando o acionamento rápido das equipes.

A eficacia tem sido tão grande que se o foragido estiver de boné e óculos por exemplo ele é reconhecido | Foto: Divulgação SSP

Vanderson tinha acabado de subir o Elevador Lacerda quando foi reconhecido | Foto: Divulgação SSP

Com informações da SSP/BA