Dos 205 municípios baianos com casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), três não têm novos registros da doença há quase dois meses, são elas: Canarana (55) dias; São Domingos (52) e Conde (51). Na Bahia, segundo a Secretaria da Saúde (Sesab), são 8.443 diagnósticos da doença até este domingo (17).

Em Canarana, município de 26 mil habitantes, localizado na Chapada Diamantina, o único caso foi registrado no dia 20 de março. O diagnóstico foi de uma mulher que, apesar de ser natural da cidade, mora em São Paulo desde pequena e retornou para a Bahia no dia 17 de março para o enterro do avô. Depois dela, nenhum canaranense – gentílico para quem nasce em Canarana – foi diagnosticado com a covid-19.

Apesar de também não ter registros de novos infectados desde março, São Domingos, a cerca de 250 quilômetros de Salvador, segue adotando medidas de enfrentamento ao coronavírus. No último sábado (16), a prefeitura publicou um decreto que determina a suspensão de eventos, fechamento de comércios, bares e restaurantes, proibi a entrada e saída de transporte no município e torna o uso de máscara obrigatório. As medidas valem até o dia 2 de junho.

Não ter novos casos confirmados há pelo menos 14 dias é um dos critérios adotados pelo Governo do Estado para a retomada da circulação do transporte intermunicipal nos municípios baianos que foi suspenso para evitar a proliferação do vírus. Localizada a cerca de 160 quilômetros da capital baiana, a cidade de Conde, por exemplo, não registra novos infectados há mais de 51 dias e por isso teve o serviço de ônibus retomado no dia 13 de abril.

Outros municípios da Bahia também não contabilizam novos diagnósticos da doença há pelo menos 40 dias ou mais, são eles: Água Fria (41 dias); Barra do Rocha (41); Campo Formoso (40); Itororó (43); Palmeiras (41); Piripá (42); Utinga (42). Na maioria dessas cidades, foi registrado apenas um caso da covid-19.

Dos dez municípios citados na matéria, dois registraram um óbito cada em decorrência da doença: Água Fria e Utinga.

(BNews)