Equipes das polícias Civil e Militar utilizaram drones para cumprirem mandados de prisão contra integrantes de facções que agiam na cidade de São Francisco do Conde. Cinco traficantes, foragidos da Justiça, foram localizados, na manhã desta quinta-feira (26), com apoio do veículo aéreo não tripulado.

O quinteto se escondia em imóveis situados em uma região de manguezal. Equipes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), do COPPM, da Coordenação de Operações Especiais (COE), da 10a CIPM e da Rondesp RMS cercaram o local e monitoravam tentativas de fugas, através das imagens aéreas.

Em uma das casas, um foragido da Justiça disparou contra os policiais e acabou atingido em confronto. Ele foi socorrido para uma unidade médica, em Candeias, mas não resistiu. Com ele foram apreendidos um revólver calibre 38 e munições.

Ainda naquele município, um homem, na área urbana, foi flagrado com porções de drogas e munições. Ele não possuía mandado, mas acabou preso pelos crimes de tráfico e porte ilegal.

“Com o suporte da Superintendência de Inteligência (SI) da SSP e o trabalho de campo das equipes da Coordenação de Narcóticos chegamos nos integrantes desses dois grupos criminosos. Continuaremos com total intensidade contra o tráfico de drogas”, enfatizou o diretor do Draco, delegado Marcelo Sansão.

Sistema prisional 

Em Salvador, três mandados de prisão foram cumpridos, com apoio do Grupo de Segurança Institucional (GSI) da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), no Complexo de Mata Escura. Ordens para venda de entorpecentes e mortes de rivais eram determinadas, através de celulares, pelo trio.

Durante cumprimentos de busca e apreensão, nas celas dos detentos, policiais civis e penais localizaram cinco celulares e carregadores. “Os aparelhos serão periciados. Agradecemos o total apoio do GSI, buscando sempre impedir esse contato dos líderes com comparsas”, destacou a titular da Coordenação de Narcóticos, delegada Andréa Ribeiro.

Após depoimentos e exames, os presos que possuem mandados serão encaminhados ao sistema prisional. O traficante capturado em flagrante será apresentado à Justiça quando for agendada a audiência de custódia.
Equipes do Departamento de Polícia Técnica (DPT) também participaram da operação dando suporte nas perícias.