O sem-teto Givaldo Alves, de 48 anos, que ficou nacionalmente conhecido após ser flagrado mantendo relações sexuais com a esposa de um personal em Planaltina, no Distrito Federal, voltou aos holofotes neste domingo (3). O homem foi flagrado em vídeo, tentando beijar, sem consentimento, uma mulher que se aproximou para tirar uma foto com ele.

Publicados por sites de fofoca, as imagens mostram que a mulher empurra Givaldo na tentativa de afasta-lo, mas ele insiste e tenta pega-la pelo queixo. As pessoas do entorno dão risada e a mulher se afasta constrangida. O homem chega a beijar a mulher no rosto.

Repercussão

A repercussão do caso no Distrito Federal tem transformado Givaldo em uma subcelebridade nas redes sociais. Por onde passa, ele tem sido abordado por extenso grupo de pessoas.

Após as agressões, ocorridas no início de março, Givaldo foi acolhido pela Secretaria de Desenvolvimento Social do Distrito Federal . Ele havia passado sete dias internado.

Em depoimento prestado à Polícia Civil, o homem em situação de rua negou que tivesse estuprado a esposa de Eduardo Alves, de 31 anos. Às autoridades, ele garantiu que o convite para o ato sexual partiu da mulher e que ele apenas concordou.

Após ser identificado, Givaldo, que é baiano, contou sua história de vida e detalhou o fato em evidência em entrevista à diversos veículos de comunicação. Ele já chegou a ser sondado por legendas para disputar uma vaga como deputado.

Fonte: Correio